quinta-feira, 13 de setembro de 2007

O Veredicto Final : McLaren sem pontos e título de construtores "virtualmente" na posse da Ferrari

A McLaren-Mercedes perdeu os pontos conquistados esta época (e não poderá averbar mais nenhum nos Grandes Prémios ainda por disputar) no Mundial de construtores, sendo ainda obrigada a pagar uma multa de 100 milhões de dólares (cerca de 72 milhões de euros) na sequência do caso de espionagem à Ferrari.

Ao longo do dia de hoje foi avançado em vários noticiários que a decisão tomada seria a suspensão da escuderia de Woking no que resta da presente temporada e na temporada de 2008.

A decisão foi anunciada esta tarde pela FIA, depois de uma reunião do Conselho Mundial, em Paris, que optou por manter os pontos averbados pelos pilotos Lewis Hamilton (líder da classificação) e Fernando Alonso (2.º e campeão em título), permitindo que ambos continuem na luta pelo título.


"Tendo em conta as circunstâncias excepcionais que levaram a a FIA a conceder imunidade aos pilotos das equipas em troca da sua colaboração na obtenção de elementos e de provas, não haverá retirada de pontos a estes pilotos", justificou a entidade máxima do automobilismo mundial em comunicado.

Depois de o site britânico "Autosport" ter revelado inicialmente que a McLaren-Mercedes iria ser excluída dos Mundiais de 2007 e 2008, o cenário acabou por não se confirmar, pois a pena aplicada à escuderia anglo-germânica foi bem mais branda.

"No entanto, o Conselho Mundial receberá um relatório completo sobre o carro que a McLaren construirá para a época 2008 e tomará uma decisão na reunião prevista para Dezembro de 2007 qual a sanção, se existir alguma, a aplicar à equipa para a temporada 2008", acrescenta o comunicado, revelando que as razões exactas para as decisões tomadas serão divulgadas esta sexta-feira.

De qualquer forma, Max Mosley, presidente da FIA, já considerou ter sido feita justiça no chamado caso Stepneygate que envolveu espionagem à formação italiana, actualmente a principal rival da McLaren na luta pela hegemonia na Fórmula 1.

A sensação que fica a "pairar no ar" é que esta terá sido mais uma decisão salomónica por parte da FIA para favorecer os homens de Maranello. Uma coisa é certa se existiram documentos que provavam a implicação grave da McLaren no caso, a punição aplicada é justa, partindo do principio que excluir uma escuderia com a influência da McLaren para 2008, poderia vir a afectar o desporto!

Para já, a Fórmula 1 segue a "todo o gás" para o mítico Spa-Francorchamps, onde já amanhã decorrem duas sessões de treinos livres.


Devido ao conselho Mundial da FIA e do que esse mesmo "evento" traria para o futuro da Fórmula 1 e o desfecho deste campeonato, o "Mundo aos Rolamentos" abortou a sua antevisão para o Grande Prémio da Bélgica.

Para compensar os visitantes deste blog, o "Mundo aos Rolamentos" colocará amanhã um artigo que analisa a decisão da FIA, o Grande Prémio deste fim-de-semana e os treinos livres de amanhã.

4 comentários:

Fleetmaster disse...

Pizza total !!!!

Fleetmaster disse...

Esqueci de dizer: Linda a foto do volante da Ferrari hein ???

Felipe Maciel disse...

Que bom que você voltou a postar! Ms voltou quietinho, nme nos avisou...

Eu já disse no blog que considero correta a atitude do Conselho, tá certo mesmo, não poderia deixar de punir a equipe, mas tirar ponto dos pilotos seria muito ruim. Acho que agiram da melhor forma possível, a Ferrari vai ganhar entre os constutores sem concorre^ncia, é verdade, mas isso é apenas consequência de tudo o que aconteceu.

Abs

Blog F1 Grand Prix disse...

Justa e equilibrada a decisão, na minha opinião. A maioria discordou de mim, mas tudo bem...

Grande abraço!